Pesquisa Eleitoral no Rio de Janeiro para Prefeito

De acordo com a mais recente pesquisa Ibope divulgada dia 1º de outubro de 2016, encomendada pela TV Globo, Marcelo Crivella segue em primeiro com 38% das intenções de voto, excluindo os votos em branco ou nulos, mas ainda deve disputar um segundo turno com Marcelo Freixo que obteve 14% ou com Pedro Paulo que recebeu 11%.

Pesquisa Eleitoral para Prefeitura do Rio de Janeiro

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)38%
Marcelo Freixo (PSOL)14%
Pedro Paulo (PMDB)11%
Flávio Bolsonaro (PSC)10%
Indio da Costa (PSD)10%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Osorio (PSDB)6%
Alessandro Molon (Rede)2%
Carmen Migueles (Novo)1%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Thelma Bastos (PCO)0%

 

Numa simulação excluindo os votos em branco e os nulos, o candidato Marcelo Crivella continua na frente com 38% das intenções de voto, seguido por Marcelo Freixo com 14%, que está tecnicamente empatado com Pedro Paulo que tem 11%. Flávio Bolsonaro e Indio da Costa aparecem logo em seguida com 10% cada, Jandira Feghali recebeu 7%, Osorio 6% e Alessandro Molon 2%. Carmen Migueles e Cyro Garcia foram escolhidos por 1% cada e Thelma Bastos não conseguiu alcançar 1%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro de 2016 com 1.204 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-00527/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Datafolha - 01/10/2016

Segundo a última pesquisa Datafolha divulgada dia 1º de outubro de 2016, encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”, Marcelo Crivella continua na liderança com 32% das intenções de voto, sem contar os votos em branco ou nulo, enquanto Marcelo Freixo e Pedro Paulo estão empatados tecnicamente na segunda posição com 16% e 12%, respectivamente.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)32%
Marcelo Freixo (PSOL)16%
Pedro Paulo (PMDB)12%
Indio da Costa (PSD)11%
Osorio (PSDB)10%
Flávio Bolsonaro (PSC)8%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Alessandro Molon (Rede)2%
Carmen Migueles (Novo)1%
Cyro Garcia (PSTU)0%
Thelma Bastos (PCO)0%

 

Em um cenário apenas com os votos válidos, Marcelo Crivella aparece em primeiro com 32% das intenções de voto, mas ainda com chances de disputar um segundo turno com Marcelo Freixo que aparece com 16% ou com Pedro Paulo que tem 12%. Indio da Costa vem na sequência com 11%, Osorio foi escolhido por 10%, Flávio Bolsonaro por 8%, Jandira Feghali por 7%, Alessandro Molon por 2% e Carmen Migueles por 1%, enquanto Cyro Garcia e Thelma Bastos não pontuaram.

A pesquisa foi realizada entre os dias 30 de setembro e 1º de outubro de 2016 com 2.159 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-00488/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Ibope - 28/09/2016

Segundo a pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo, divulgada dia 28 de setembro de 2016, Marcelo Crivella continua na liderança com 34% das intenções de voto, enquanto seis candidatos estão tecnicamente empatados no segundo lugar.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)34%
Pedro Paulo (PMDB)10%
Marcelo Freixo (PSOL)10%
Indio da Costa (PSD)8%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Flávio Bolsonaro (PSC)7%
Osorio (PSDB)4%
Alessandro Molon (Rede)1%
Carmen Migueles (Novo)1%
Cyro Garcia (PSTU)0%
Thelma Bastos (PCO)0%
Branco/nulo14%
Não sabe/não respondeu4%

Na corrida pela Prefeitura de Rio de Janeiro, o candidato Marcelo Crivella permanece em primeiro com 34% das intenções de voto, enquanto Pedro Paulo e Marcelo Freixo aparecem em seguida com 10% cada, tecnicamente empatados com Indio da Costa que obteve 8%, com Jandira Feghali e Flávio Bolsonaro que receberam 7% cada e com Osorio que obteve 4%. Alessandro Molon e Carmen Migueles foram escolhidas por 1% cada, enquanto Cyro Garcia e Thelma Bastos não pontuaram. 14% optaram pelo voto em branco ou nulo e 4% não sabem ou não responderam.

Pergunta espontânea

Quando os nomes dos candidatos não foram apresentados, Marcelo Crivella também aparece na frente com 23% das intenções de voto, Marcelo Freixo e Pedro Paulo foram citados por 7% cada, Flávio Bolsonaro e Indio da Costa receberam 5% cada, Jandira Feghali foi escolhida por 4%, Osorio por 3% e outros candidatos por 1%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 26% e os que não sabem ou não responderam 18%.

Taxa de rejeição

Também mediram a taxa de rejeição, com a possibilidade do entrevistado citar mais de um candidato. Jandira Feghali foi a mais rejeitada com 38% das menções, seguida por Pedro Paulo com 36%, Flávio Bolsonaro com 27% e Marcelo Crivella com 26%, enquanto Marcelo Freixo e Indio da Costa foram citados por 19% cada. Cyro Garcia foi escolhido por 17%, Osorio por 16%, Alessandro Molon por 15%, Carmen Migueles por 14% e Thelma Bastos por 13%. Os que disseram que poderiam votar em todos os candidatos somaram 2% e os que não sabem ou não responderam 7%.

Segundo turno

Se Marcelo Crivella e Pedro Paulo disputassem um segundo turno, Crivella venceria com 52% das intenções de voto, contra os 20% obtidos por Pedro Paulo. 24% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 5% ainda não sabem em quem votar ou não quiseram opinar.

Na hipótese de Marcelo Crivella e Marcelo Freixo se enfrentarem no segundo turno, Crivella seria eleito com 50% das intenções de voto, enquanto Freixo ficaria em segundo com 24%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 21% e os indecisos 4%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 28 de setembro de 2016 com 1.204 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-03256/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Datafolha - 27/09/2016

A mais recente pesquisa Datafolha divulgada dia 27 de setembro de 2016, encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”, mostra Marcelo Crivella em primeiro com 29% das intenções de voto e outros cinco candidatos empatados tecnicamente no segundo lugar. Pedro Paulo com 11%, Marcelo Freixo com 10%, Jandira Feghali com 7%, Flávio Bolsonaro também com 7% e Osorio com 6%.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)29%
Pedro Paulo (PMDB)11%
Marcelo Freixo (PSOL)10%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Flávio Bolsonaro (PSC)7%
Osorio (PSDB)6%
Indio da Costa (PSD)5%
Alessandro Molon (Rede)1%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Carmen Migueles (Novo)1%
Thelma Bastos (PCO)0%
Branco/nulo15%
Não sabe/não respondeu7%

Numa simulação com todos os candidatos na disputa, Marcelo Crivella lidera com 29% da preferência dos entrevistados, mas ainda com a possibilidade de disputar um segundo turno com outros cinco candidatos que estão empatados tecnicamente na segunda posição. Pedro Paulo aparece na sequência com 11%, seguido por Marcelo Freixo com 10%, enquanto Jandira Feghali e Flávio Bolsonaro receberam 7% cada, Osorio foi escolhido por 6% e Indio da Costa por 5%. Alessandro Molon, Cyro Garcia e Carmen Migueles foram citados por 1% cada, e Thelma Bastos foi mencionada, mas não pontuou. 15% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 7% ainda estão indecisos.

Pergunta espontânea

Na pergunta espontânea, quando não são mostrados os nomes dos candidatos, Marcelo Crivella também ficou na frente com 17% das intenções de voto, Marcelo Freixo foi mencionado por 7% e Pedro Paulo por 6%, enquanto Flávio Bolsonaro e Osorio foram escolhidos por 4%. Jandira Feghali foi citada por 3%, Indio da Costa por 2% e Alessandro Molon por 1%. Outros candidatos foram mencionados por 4%, os votos em branco ou nulo totalizaram 16% e os que não sabem ou não responderam por 35%.

Taxa de rejeição

Também questionaram os entrevistados sobre qual candidato não votariam de forma alguma, com a opção de citar mais de um candidato. Nessa simulação, Pedro Paulo foi o mais rejeitado com 29% das menções, seguido por Jandira Feghali com 27%. Marcelo Crivella foi citado por 25%, Flávio Bolsonaro por 21% e Indio da Costa por 12%, enquanto Marcelo Freixo e Osorio foram escolhidos por 11% cada. Cyro Garcia e Thelma Bastos receberam 10% das menções cada, enquanto Alessandro Molon e Carmen Migueles 9% cada. Os que disseram que poderiam votar em todos os candidatos totalizaram 4%, os que não votariam em nenhum 6% e os que ainda estão indecisos 7%.

Segundo turno

Em um possível segundo turno com os dois candidatos mais bem colocados, Marcelo Crivella ganharia com 49% das intenções de voto, enquanto Pedro Paulo ficaria em segundo com 24%. Os votos em branco ou nulo somaram 23% e os que não sabem 3%.

Se Marcelo Crivella disputasse um segundo turno com Marcelo Freixo, ele teria a vitória com 51% das intenções de voto, contra os 29% obtidos por Freixo. 18% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 3% não sabem em quem votar.

Numa disputa direta entre Marcelo Crivella e Jandira Feghali, Crivella venceria com 50% das intenções de voto e Jandira ficaria na segunda posição com 27%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 21% e os que estão indecisos 2%.

Caso Marcelo Crivella enfrentasse Flávio Bolsonaro no segundo turno, Crivella seria eleito com 51% das intenções de voto, contra os 22% alcançados por Bolsonaro. 24% optaram pelo voto em branco ou nulo e 2% não sabem em quem votar.

Em um cenário entre Marcelo Crivella e Indio da Costa, Crivella teria a vitória com 49% das intenções de voto, enquanto Indio ficaria em segundo com 30%. Os votos em branco ou nulo somaram 19% e os que não sabem 2%.

A pesquisa foi realizada no dia 26 de setembro de 2016 com 1.144 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-08324/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Ibope - 26/09/2016

De acordo com a pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo, divulgada dia 26 de setembro, Marcelo Crivella está na frente com 35% das intenções de voto, seguido por três candidatos que estão empatados tecnicamente no segundo lugar, Pedro Paulo com 11%, Marcelo Freixo com 9% e Indio da Costa com 8%.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)35%
Pedro Paulo (PMDB)11%
Marcelo Freixo (PSOL)9%
Indio da Costa (PSD)8%
Jandira Feghali (PCdoB)6%
Flávio Bolsonaro (PSC)6%
Osorio (PSDB)4%
Alessandro Molon (Rede)1%
Carmen Migueles (Novo)1%
Cyro Garcia (PSTU)0%
Thelma Bastos (PCO)0%
Branco/nulo16%
Não sabe/não respondeu3%

O candidato Marcelo Crivella continua em primeiro na disputa com 35% das intenções de voto, mas ainda com chances de enfrentar um segundo turno com outros três candidatos, que estão empatados tecnicamente na segunda posição. Pedro Paulo vem na sequência com 11%, Marcelo Freixo recebeu 9% e Indio da Costa 8%. Jandira Feghali e Flávio Bolsonaro foram citados por 6% cada, Osorio foi escolhido por 4%, enquanto Alessandro Molon e Carmen Migueles foram escolhidos por 1% cada. Cyro Garcia e Thelma Bastos não pontuaram, 16% optaram pelo voto em branco ou nulo e 3% não sabem ou não responderam.

Pergunta espontânea

Quando os nomes dos candidatos não foram apresentados, Marcelo Crivela também aparecem na frente com 22% das intenções de voto, seguido por Marcelo Freixo com 7%, Pedro Paulo foi citado por 6%, Jandira Feghali e Indio da Costa por 4% cada, enquanto Flávio Bolsonaro e Osorio foram mencionados por 3% cada. Alessandro Molon foi escolhido por 1% e outros nomes foram citados por 1% dos entrevistados. 27% afirmaram que votariam em nulo ou branco e 22% não sabem ou não responderam.

Taxa de rejeição

O instituto avaliou a taxa de rejeição dos candidatos com a opção de múltipla escolha. Nesse cenário, Jandira Feghali foi a mais rejeitada com 37% das menções, Pedro Paulo foi citado por 36%, Flávio Bolsonaro por 28%, Marcelo Crivella por 27%, Marcelo Freixo por 21% e Indio da Costa por 18%, enquanto Cyro Garcia e Osorio foram escolhidos por 17% cada. Carmen Migueles e Thelma Bastos foram mencionadas por 14% cada e Alessandro Molon por 13%. Os que disseram que poderiam votar em todos os candidatos somaram 2% e os que não sabem ou não responderam 7%.

Segundo turno

Numa simulação entre os dois candidatos mais bem colocados, Marcelo Crivella venceria com 51% das intenções de voto, enquanto Pedro Paulo ficaria em segundo com 20%. Os votos em branco ou nulo somaram 23% e os que não sabem ou não responderam 5%.

Na hipótese de Marcelo Crivella enfrentar um segundo turno com Marcelo Freixo, Crivella seria eleito com 52% das intenções de voto, contra os 22% alcançados por Freixo. 21% optaram pelo voto em branco ou nulo e 6% ainda não sabem em quem votar ou não opinaram.

Caso Marcelo Crivella disputasse um segundo turno com Indio da Costa, o senador teria a vitória com 51% das intenções de voto, e Indio ficaria em segundo com 22%. Outros 22% escolheram o voto em branco ou nulo e 5% ainda estão indecisos.

Em um cenário com Marcelo Crivella e Jandira Feghali, Crivella ganharia com 53% das intenções de voto, contra os 20% obtidos por Jandira. 22% disseram que votariam em branco ou nulo e 5% ainda não sabem em quem votar ou não responderam.

Numa disputa direta entre Marcelo Crivella e Flávio Bolsonaro, Crivella ficaria em primeiro com 53% das intenções de voto e Bolsonaro em segundo com 18%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 25% e os que não sabem ou não quiseram opinar 4%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de setembro de 2016 com 1.204 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-06444/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Datafolha - 22/09/2016

Segundo a pesquisa Datafolha divulgada dia 22 de setembro de 2016, encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”, Marcelo Crivella continua em primeiro com 31% das intenções de voto, mas ainda com chances de disputar um segundo turno com outros seis candidatos.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)31%
Marcelo Freixo (PSOL)10%
Jandira Feghali (PCdoB)9%
Pedro Paulo (PMDB)9%
Flávio Bolsonaro (PSC)7%
Indio da Costa (PSD)6%
Osorio (PSDB)4%
Alessandro Molon (Rede)2%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Carmen Migueles (Novo)0%
Thelma Bastos (PCO)-
Branco/nulo15%
Não sabe/não respondeu6%

Em um cenário com todos os candidatos, Marcelo Crivella permanece na liderança com 31% das intenções de voto, enquanto seis outros candidatos estão tecnicamente empatados na segunda colocação. Marcelo Freixo aparece com 10%, Jandira Feghali e Pedro Paulo com 9% cada, Flávio Bolsonaro tem 7% e Indio da Costa 6%. Osorio vem em seguida com 4%, Alessandro Mollon obteve 2% e Cyro Garcia 1%. Carmen Migueles não chegou a 1% e Thelma Bastos não foi mencionada. 15% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 6% não sabem em quem votar ou não quiseram responder.

Pergunta espontânea

Na pergunta espontânea, quando os nomes dos candidatos não são mostrados, Marcelo Crivella também ficou na frente com 20% das intenções de voto, seguido por Marcelo Freixo com 7%. Pedro Paulo foi citado por 6%, Flávio Bolsonaro e Jandira Feghali por 4% cada, enquanto Indio da Costa e Osorio foram escolhidos por 2% cada. Outros nomes foram mencionados por 2%, os votos em branco ou nulo totalizaram 17% e os que estão indecisos 36%.

Taxa de rejeição

Os entrevistados também foram questionados sobre qual candidato não votariam de forma alguma, com a chance de citar mais de um candidato. Pedro Paulo foi o mais rejeitado com 32% das menções, Flávio Bolsonaro aparece na sequência com 27%, seguido por Jandira Feghali com 23% e Marcelo Crivella com 21%, enquanto Marcelo Freixo e Osorio foram citados por 15% cada. Cyro Garcia, Indio da Costa e Alessandor Mollon foram escolhidos por 13% cada, Thelma Bastos foi mencionada por 12% e Carmen Migueles por 11%. Os que disseram que não votariam em nenhum dos candidatos somaram 7%, os que poderiam votar em todos os candidatos 4% e os que não sabem em quem votar 6%.

Segundo turno

Caso os dois candidatos mais bem colocados disputasse um segundo turno, Marcelo Crivella seria eleito com 53% das intenções de voto, enquanto Marcelo Freixo ficaria em segundo com 26%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 18% e os que não sabem 3%.

Em um possível segundo turno entre Marcelo Crivella e Flávio Bolsonaro, Crivella venceria com 55% da preferência dos entrevistados, contra os 19% alcançados por Bolsonaro. 23% optaram pelo voto em branco ou nulo e 3% ainda não sabem em quem votar.

Numa disputa direta entre Marcelo Crivella e Jandira Feghali, o senador teria a vitória com 50% das intenções de voto, e Jandira ficaria na segunda colocação com 28%. Os votos em branco ou nulo somaram 19% e os indecisos 4%.

Se Marcelo Crivella enfrentasse Pedro Paulo no segundo turno, Crivela seria eleito com 55% das intenções de voto, contra os 21% obtidos por Pedro Paulo. Outros 21% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 3% ainda estão indecisos.

Em uma simulação com Marcelo Crivella e Indio da Costa, o senador venceria com 52% das intenções de voto, enquanto Indio ficaria em segundo com 26%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 18% e os que não sabem 3%.

A pesquisa foi realizada no dia 21 de setembro de 2016 com 1.023 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-08346/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Ibope - 14/09/2016

A pesquisa Ibope divulgada dia 14 de setembro, encomendada pela TV Globo, mostra Marcelo Crivella na liderança com 31% das intenções de voto, enquanto cinco candidatos aparecem tecnicamente empatados na segunda colocação.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)31%
Marcelo Freixo (PSOL)9%
Pedro Paulo (PMDB)9%
Flávio Bolsonaro (PSC)8%
Jandira Feghali (PCdoB)8%
Indio da Costa (PSD)7%
Osorio (PSDB)3%
Alessandro Molon (Rede)1%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Carmen Migueles (Novo)0%
Thelma Bastos (PCO)-
Branco/nulo19%
Não sabe/não respondeu4%

Marcelo Crivella continua em primeiro com 31% das intenções de voto, seguido por cinco candidatos empatados tecnicamente no segundo lugar. Marcelo Freixo e Pedro Paulo receberam 9% cada, Flávio Bolsonaro e Jandira Feghali 8% cada e Indio da Costa 7%. Osorio foi escolhido por 3%, enquanto Alessandro Molon e Cyro Garcia foram citados por 1% cada. Carmen Migueles foi citada, mas não pontuou e Thelma Bastos não chegou a ser mencionada. 18% optaram pelo voto em branco ou nulo e 4% não sabem ou não responderam.

Pergunta espontânea

Quando os nomes dos candidatos não foram apresentados, Marcelo Crivella também aparece na frente com 19% das menções dos entrevistados. Marcelo Freixo aparece com 7% e Pedro Paulo com 6%, enquanto Flávio Bolsonaro e Jandira Feghali foram citados por 4% cada, Indio da Costa foi mencionado por 3% e Osorio por 2%. Outros candidatos foram citados por 1%, os votos em branco ou nulo somaram 28% e os indecisos 23%.

Taxa de rejeição

O instituto também mediu a taxa de rejeição, no qual os entrevistados poderiam escolher mais de um candidato. Pedro Paulo foi o mais rejeitado com 36% das menções, Jandira Feghali aparece na sequência com 35%. Flávio Bolsonaro foi citado por 29%, Marcelo Crivella por 24%, Indio da Costa por 22% e Cyro Garcia por 21%. Marcelo Freixo, Osorio e Alexandre Molon foram escolhidos por 18% cada, enquanto Carmen Migueles e Thelma Bastos foram citadas por 16% cada. Os que afirmaram que poderiam votar em qualquer candidato totalizaram 3% e os que não sabem ou não responderam 8%.

Segundo turno

Em uma simulação com Marcelo Crivella e Marcelo Freixo, Crivella seria eleito com 52% das intenções de voto, contra os 26% obtidos por Freixo. 20% escolheram o voto em branco ou nulo e 2% não sabem em quem votar.

A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 13 de setembro de 2016 com 1.001 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-08958/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Datafolha - 09/09/2016

De acordo com a pesquisa Datafolha encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo", divulgada dia 9 de setembro de 2016, Marcelo Crivella está na frente com 29% das intenções de voto, enquanto cinco candidatos estão tecnicamente empatados na segunda colocação.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)29%
Marcelo Freixo (PSOL)11%
Jandira Feghali (PCdoB)8%
Pedro Paulo (PMDB)8%
Indio da Costa (PSD)6%
Flávio Bolsonaro (PSC)6%
Osorio (PSDB)4%
Alessandro Molon (Rede)1%
Cyro Garcia (PSTU)0%
Carmen Migueles (Novo)0%
Thelma Bastos (PCO)0%
Branco/nulo19%
Não sabe/não respondeu7%
 

Em uma simulação com os onze candidatos na disputa, Marcelo Crivella lidera com 29% das intenções de voto, Marcelo Freixo aparece em seguida com 11%, mas está empatado tecnicamente com Jandira Feghali e Pedro Paulo que receberam 8% cada, com Indio da Costa e Flávio Bolsonaro que obtiveram 6% cada e também com Osório que foi escolhido por 4%. Alessandro Molon recebeu 1%, enquanto Cyro Garcia, Carmen Migueles e Thelma Bastos não pontuaram. 19% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 7% não sabem ou não responderam.

Pergunta espontânea

Na pergunta espontânea, quando os nomes dos candidatos não são apresentados, Marcelo Crivella também é o primeiro com 15% das intenções de voto, Marcelo Freixo vem na sequência com 6%, seguido por Pedro Paulo com 4%. Flávio Bolsonaro, Jandira Feghali e Indio da Costa foram citados por 3% cada e Osório por 2%, enquanto outros candidatos foram mencionados por 2%. Os votos em branco ou nulo somaram 19% e os que não sabem ou não responderam 43%.

Taxa de rejeição

Os entrevistados também foram questionados sobre qual candidato não votariam de forma alguma, com a possibilidade de citar mais de um candidato. Nesse cenário, Pedro Paulo foi o mais rejeitado com 28% das menções, seguido por Flávio Bolsonaro com 27%, por Jandira Feghali com 23%, por Marcelo Crivella com 22%, por Cyro Garcia com 16% e Marcelo Freixo com 15%. Indio da Costa e Osório foram citados por 14% cada, enquanto Carmen Migueles e Thelma Bastos foram mencionadas por 13% cada e Alessandro Molon foi citado por 12%. Os que disseram que poderiam votar em todos os candidatos somaram 4%, os que não votariam em nenhum 8% e os que não sabem 8%.

Segundo turno

Caso Marcelo Crivella disputasse um segundo turno com Marcelo Freixo, Crivella venceria com 51% das intenções de voto, enquanto Freixo ficaria em segundo com 30%. Os votos em branco ou nulos somaram 16% e os que não sabem ou não responderam 4%.

Em uma simulação com Marcelo Crivella e Flávio Bolsonaro, Crivella seria eleito com 54% contra os 21% alcançados por Bolsonaro. 16% optaram pelo voto em branco ou nulo e 4% ainda está indeciso.

Numa disputa entre Marcello Crivella e Jandira Feghali, Crivella teria a vitória com 50% da preferência dos entrevistados, enquanto Jandira ficaria em segundo com 29%. Os votos em branco ou nulo totalizaram 18% e os que não sabem 3%.

A pesquisa foi realizada no dia 8 de setembro de 2016 com 928 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada do TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-05459/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Paraná Pesquisas - 06/09/2016

Segundo a última pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas divulgada dia 6 de setembro de 2016, encomendada pela TV Record Rio, Marcelo Crivella continua em primeiro com 33,4% das intenções de voto, enquanto Marcelo Freixo aparece na sequência com 10,4%, empatado tecnicamente com mais três candidatos.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)33,4%
Marcelo Freixo (PSOL)10,4%
Pedro Paulo (PMDB)8,6%
Flávio Bolsonaro (PSC)8,3%
Jandira Feghali (PCdoB)7,7%
Indio da Costa (PSD)5,7%
Carlos Osório (PSDB)3,5%
Alessandro Molon (Rede)1,8%
Cyro Garcia (PSTU)0,6%
Carmen Migueles (Novo)0,4%
Thelma Bastos (PCO)0,1%
Branco/nulo20%
Não sabe/não respondeu9%

O candidato Marcelo Crivella segue na liderança com 33,4% da preferência dos entrevistados, mas ainda não há definição do provável concorrente para um segundo turno. Marcelo Freixo aparece em segundo com 10,4%, e está empatado tecnicamente com Pedro Paulo que tem 8,6%, com Flávio Bolsonaro que foi escolhido por 8,3%, com Jandira Feghali que aparece com 7,7%, com Indio da Costa que tem 5,7% e com Carlos Osório que tem 3,5%. Alessandro Molon obteve 1,8%, Cyro Garcia 0,6%, Carmen Migueles 0,4% e Thelma Bastos 0,1%. Os que afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos somaram 12,2% e os que não sabem 7,1%.

Segundo turno

Em um possível segundo turno entre Marcelo Crivella e Marcelo Freixo,  Crivella seria eleito com 52,6% das intenções de votos, enquanto Freixo ficaria com a segunda colocação com 24,1%. Os que não votariam em nenhum dos candidatos totalizaram 15,9% e os que não sabem 7,4%.

Se Crivella concorresse apenas com Flávio Bolsonaro, venceria com 54,5% das intenções de voto, contra os 17,8% de Bolsonaro. 20,5% não votariam em nenhum dos candidatos e 7,2% ainda estão indecisos.

Em uma simulação com Crivella e Jandira Feghali, o senador aparece com 55,4% da preferência dos entrevistados e Jandira com 20%. Os que não sabem somaram 7,7% e os que não votariam em nenhum dos candidatos 17,8%.

Numa disputa com Pedro Paulo, Crivella também venceria com 55% das intenções de voto, enquanto Pedro Paulo ficaria com 18%. Os que não votariam em nenhum dos dois totalizaram 19,4% e os indecisos 7,7%.

Caso houvesse um segundo turno com Crivella e Indio da Costa, o senador venceria com 55,6%, contra os 18% alcançados por Costa. 6,9% ainda não sabem em quem votar e 19,5% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos.

A pesquisa foi realizada entre os dias 1º e 5 de setembro de 2016 com 940 eleitores. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada do TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-08385/2016 e foi divulgada no site r7.com.

Datafolha - 26/08/2016

A pesquisa Datafolha divulgada dia 26 de agosto de 2016, encomendada pela TV Globo e e pelo jornal Folha de São Paulo, mostra Marcelo Crivella na frente com 28% da preferência, seguido por Marcelo Freixo com 11% e Flávio Bolsonaro com 9%, tecnicamente empatados.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)28%
Marcelo Freixo (PSOL)11%
Flávio Bolsonaro (PSC)9%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Pedro Paulo (PMDB)5%
Indio da Costa (PSD)4%
Carlos Osório (PSDB)3%
Alessandro Molon (Rede)2%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Carmen Migueles (Novo)0%
Branco/nulo20%
Não sabe/não respondeu9%

Na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella permanece em primeiro com 28% das intenções de voto, mas ainda com a possibilidade de disputar um segundo turno com Marcelo Freixo que tem 11%, com Flávio Bolsonaro que aparece com 9%, ou ainda com Jandira Feghali que tem 7%. Pedro Paulo foi escolhido por 5%, Indio da Costa por 4%, Carlos Osório por 3%, Alessandro Molon por 2% e Cyro Garcia por 1%. Carmen Migueles não pontuou, 20% disseram que votariam em branco ou nulo e 9% não sabe ou não respondeu. A candidata Thelma Bastos (PCO) não foi citada na pesquisa por ter sua candidatura divulgada no site do TSE apenas no dia 19 de agosto, após o registro da pesquisa.

Pergunta espontânea

Quando os nomes dos candidatos não foram mostrados, Marcelo Crivella foi escolhido por 9% dos entrevistados, Marcelo Freixo foi citado por 6% e Flávio Bolsonaro por 2%. Pedro Paulo, Jandira Feghali, Indio da Costa e Carlos Osório receberam 1% das menções cada, enquanto 4% citaram outros candidatos, 17% optaram pelo voto em branco ou nulo e 57% não sabe ou não respondeu.

Taxa de rejeição

Os entrevistados também foram questionados sobre a taxa de rejeição dos candidatos, com a opção de escolher mais de um candidato. Pedro Paulo foi o mais rejeitado com 28% das menções, logo em seguida aparece Flávio Bolsonoro com 27%, Jandira Feghali foi citada por 24%, Marcelo Crivella por 22% e Indio da Costa por 17%. Marcelo Freixo e Cyro Garcia receberam 14% das menções cada, enquanto Carlos Osório e Carmen Migueles receberam 13% cada e Alexandre Molon 10%. Os que disseram que não votariam em nenhum dos candidato somaram 8%, os que poderiam votar em todos 5% e os que não sabem 9%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 24 de agosto de 2016 com 928 eleitores. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada do TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-00834/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Ibope - 23/08/2016

De acordo com a pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo, divulgada dia 23 de agosto de 2016, Marcelo Crivella lidera a disputa com 27% das intenções de voto, enquanto Marcelo Freixo aparece em segundo com 12%, mas tecnicamente empatado com Flávio Bolsonaro que obteve 11%.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)27%
Marcelo Freixo (PSOL)12%
Flávio Bolsonaro (PSC)11%
Jandira Feghali (PCdoB)6%
Pedro Paulo (PMDB)6%
Indio da Costa (PSD)5%
Carlos Osório (PSDB)4%
Alessandro Molon (Rede)2%
Carmen Migueles (Novo)1%
Cyro Garcia (PSTU)1%
Branco/nulo20%
Não sabe/não respondeu5%

Em um cenário com dez candidatos, Marcelo Crivella aparece na liderança com 27% das intenções de voto, Marcelo Freixo vem em seguida com 12%, mas tecnicamente empatado com Flávio Bolsonaro que aparece com 11%. Jandira Feghali e Pedro Paulo foram escolhidos por 6% cada, Indio da Costa obteve 5%, Carlos Osório 4% e Alessandro Molon 2%. Carmen Migueles e Cyro Garcia receberam 1% das intenções de voto cada, 20% escolheram o voto em branco ou nulo e 5% não sabem ou não responderam. A candidata Thelma Bastos (PCO) não aparece na pesquisa porque sua candidatura só foi divulgada no site do TSE no dia 19 de agosto, depois do registro da pesquisa.

Taxa de rejeição

Também perguntaram aos entrevistados qual dos candidatos apresentados não votariam de forma alguma, com a opção de escolher mais de um candidato. Neste caso, Marcelo Crivella e Jandira Feghali foram os mais rejeitados com 35% das menções cada. Pedro Paulo foi citado por 33%, Flávio Bolsonaro por 31%, Marcelo Freixo por 25%, Cyro Garcia por 22%, Indio da Costa por 21% e Carlos Osório por 20%. Alessandor Molon e Carmen Migueles foram escolhidos por 18% cada, enquanto 1% disseram que poderiam votar em qualquer um dos candidatos e 7% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 22 de agosto de 2016 com 805 eleitores. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada do TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-06567/2016 e foi divulgada no site g1.globo.com.

Paraná Pesquisas - 16/05/2016

A pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas divulgada dia 16 de maio de 2016 mostra o senador Marcelo Crivella em primeiro lugar com 38,1% das intenções de voto, bem à frente de Marcelo Freixo que aparece em segundo com 11,4%.

CandidatoIntenções de Voto (%)
Marcelo Crivella (PRB)38,1%
Marcelo Freixo (PSOL)11,4%
Flávio Bolsonaro (PSC)8,1%
Jandira Feghali (PCdoB)7%
Pedro Paulo (PMDB)4,4%
Alessandro Molon (Rede)3%
Indio da Costa (PSD)2,2%
Osório (PSDB)1,4%
Cyro Garcia (PSTU)1,3%
Hugo Leal (PSB)0,7%
Nenhum13%
Não sabe9,2%

Em uma simulação com dez possíveis candidatos, Marcelo Crivella obteve a preferência de 38,1% dos entrevistados, seguido por Marcelo Freixo que foi escolhido por 11,4%. Flávio Bolsonaro recebeu 8,1% das intenções de voto, Jandira Feghali 7% e Pedro Paulo 4,4%. Alessandro Molon aparece com 3%, Indio da Costa com 2,2%, Osório com 1,4%, Cyro Garcia com 1,3% e Hugo Leal 0,7%. Os que não votariam em ninguém somaram 13% e os que não sabem 9,2%.

O instituto também testou um cenário com outros candidatos, onde Marcelo Crivella também lidera com 31,2% das intenções de voto, Romário aparece em seguida com 16,3% e Marcelo Freixo em terceiro com 9,4%. Flávio Bolsonaro foi escolhido por 7,1%, Jandira Feghali com 4,8%, Clarissa Garotinho por 4,2% e Pedro Paulo por 3,6%. Alessandro Molon obteve 2,7% e Indio da Costa 1,9%, enquanto Cyro Garcia e Osório obtiveram 1,1% cada. 9,8% dos eleitores disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 6,8% ainda não sabem em quem votar.

Na pergunta espontânea, quando não apresentam os nomes dos candidatos, Marcelo Crivella também fica em primeiro com 4,3% das intenções de voto, Romário foi mencionado por 1,6%, Marcelo Freixo por 1,2%, Eduardo Paes por 0,9%, Flávio Bolsonaro por 0,8% e Pedro Paulo por 0,6%. Outros nomes foram citados por 1,6%, enquanto 8,8% afirmaram que não votariam em ninguém e 80,3% ainda não sabe em quem votar.

Caso houvesse um segundo turno entre os dois primeiros colocados do primeiro cenário, Marcelo Crivella seria eleito com 53,8% das intenções de voto, enquanto Marcelo Freixo ficaria em segundo com 23,8%. Os que não votariam em nenhum dos candidatos totalizaram 14,8% e 7,7% ainda não sabem.

Ainda perguntaram aos entrevistados qual dos candidatos não votariam de jeito nenhum, onde Clarissa Garotinho foi a mais rejeitada com 21,4% das menções, logo em seguida está Flávio Bolsonaro com 19,3%, Pedro Paulo foi citado por 17,2%, Marcelo Crivella por 17,1%, Jadira Feghali por 15,2%, Romário por 10,8%, Marcelo Freixo por 9,6%, Indio da Costa por 7,8%, Cyro Garcia por 7,1%, Osório por 7% e Alessandro Molon por 5,2%. Os que disseram que poderiam votar em todos os candidatos somaram 6,8% e os que não sabem 9,6%.

A pesquisa foi encomendada pelo Instituto Paraná Pesquisas e realizada entre os dias 9 e 12 de maio de 2016 com 900 eleitores. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada do TRE-RJ sob o protocolo nº RJ-04539/2016 e foi divulgada no site paranapesquisas.com.br.

Página publicada em 1 de Agosto de 2016. | Última atualização em 2 de Outubro de 2016 às 15:10.